domingo, 27 de outubro de 2013

«Um Agente Português na Roma do Renascimento» | FNAC Chiado, Lisboa [Círculo de Leitores]


José Pacheco Pereira | Conversas na Aldeia Global [Círculo de Leitores]


Passatempo: Oferta de 1 exemplar do livro "Diário de Uma (ainda) Solteira" de Alison Taylor [Bizâncio]


Este passatempo é realizado, com a preciosa colaboração da Editorial Bizâncio, para oferta de 1 exemplar do livro: "Diário de Uma (ainda) Solteira" de Alison Taylor.

Para ganhar este livro têm que ter, em atenção as seguintes regras: 

1) O passatempo decorrerá  de 27 de outubro de 2013 a 27 de novembro de 2013 até às 23h59 (inclusive); 

2) Os dados solicitados (nome completo, e-mail, morada completa, código postal e localidade) têm de ser devidamente preenchidos. Qualquer participação que não possua algum destes dados é automaticamente anulada. 

3) O(a) vencedor(a) será sorteado(a) aleatoriamente (através do random.org), sendo posteriormente contactado por e-mail e o resultado será publicado no blogue e na página do facebook. 

4) Só é válida uma participação por pessoa/residência. 

5) Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas. 

6) É obrigatório ser seguidor da página do facebook "A leitura é um Oásis": https://www.facebook.com/ALeituraEUmOasis

7) A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela mesma e/ou pela editora.

sábado, 19 de outubro de 2013

Opinião: "A MÃO DO DIABO" de José Rodrigues dos Santos [Gradiva]



Esta narrativa assenta na crise económica que assola o nosso País, a Grécia, a Espanha, o EUA e a EUROPA no seu todo. 
O autor envolve assim, factos históricos, financeiros e económicos verídicos com uma certa ficção e romance à mistura.

É por isso, um livro muito rico em informação que alude ao inicio da crise económica, assim como os motivos que estiverem no desencadear da crise económica, não deixando de apontar os responsáveis pela mesma. O mais surpreendente de todos estes factos é que infelizmente os grandes responsáveis por esta crise económica que é também uma crise de valores saíram impunes. Não fossem eles, os executores de leis e a máquina viciada da corrupção ativa sem escrúpulos. Onde só o que interessa é a ganância, o poder e o interesse próprio.

Questiono-me assim: Onde está a humanidade? Onde está a empatia? Onde está o altruísmo? Onde está a JUSTIÇA?

É por isso um livro que todos deveriam ler e a razão é: "Para que o mal triunfe basta que os homens bons nada façam." (Edmund Burke)

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Novidades de Outubro de 2013 [Bizâncio]





Título: António Ferro: A Vertigem da Palavra
Subtítulo: Retórica, Política e Propaganda no Estado Novo
Autor: Margarida Acciaiuoli
ISBN: 978-972-53-0534-8 Código de Barras: 9 789 725 305 348
Págs.: 432
Preço: Euros 16,98 / 18,00
Política/Biografia

António Ferro era um homem singular. Escritor, jornalista, adquiriu notoriedade com o seu livro sobre a viagem em torno das ditaduras europeias nos anos 20 do século XX. Soube convencer Salazar de que o povo precisava de espectáculo, mostrou-lhe que tinha um programa e objectivos para a promoção do regime e foi nomeado director do organismo que se encarregaria das actividades de propaganda do Estado Novo. Durante quinze anos fez do país um «teatro» e foi o seu encenador: organizou exposições, criou prémios artísticos e literários, financiou filmes e documentários, criou uma companhia de bailado, um teatro do povo, um Museu de Arte Popular. O turismo teve com ele uma inusitada relevância através, entre outros, dos incentivos à qualidade de hotéis e restaurantes e do programa de Pousadas.

Nada lhe escapou, dir-se-ia. Mas, quando a Segunda Guerra Mundial terminou, percebeu-se que o país pouco mudara. É desta contradição que este livro trata, sem esquecer as convicções de António Ferro e a importância que sempre deu à palavra.






Título: O Continente Perdido
Subtítulo: Uma Análise sobre o mais negro Momento da Europa desde a Segunda Guerra Mundial
Autor: Gavin Hewitt
ISBN: 978-972-53-0533-1 Código de Barras: 9 789 725 305 331
Págs.: 336
Preço: Euros 15,09 / 16,00
Política/Actualidade/Economia

«Das planícies áridas de Espanha, ergue-se o aeroporto de Ciudad Real, feito de vidro e aço escovado, a brilhar à luz do sol. Vangloria-se de ter uma das pistas de maior comprimento da Europa. O seu terminal, amplo e arejado, foi concebido para acolher 5 milhões de passageiros por ano. Custou quase mil milhões de euros. Mas não se vêem aviões. É um elefante branco, financiado com o dinheiro dos contribuintes. Existem outros aeroportos «fantasma». Por todo o país, há projectos semiacabados: o legado de políticos que utilizaram os fundos públicos para satisfazer a sua ambição.»

O Continente Perdido conta-nos a história de um sonho falhado, uma visão nobre que se tornou perigosa e que conduziu a Europa à mais grave crise que enfrenta desde a Segunda Guerra Mundial: uma crise para a qual estava totalmente impreparada. Um dos pilares do sonho europeu, surgido no pós-guerra, era a criação de uma moeda única, e com ela surgiu o dinheiro fácil, seduzindo alguns países que se lançaram numa voracidade despesista. Após a crise financeira dos Estados Unidos, a Europa foi inevitavelmente atingida e deparou-se com uma crise da dívida pública que põe em causa todo o projecto europeu.

O Continente Perdido está repleto de casos patéticos, que cruzam os bastidores dos centros de decisão política com as histórias de cidadãos comuns, dando um retrato ímpar da mudança dramática da História a que assistimos nos nossos dias. Inclui, ainda, entrevistas com funcionários europeus de topo, dentro e fora do sistema, e relatos dramáticos de algumas das cimeiras europeias. Um livro claro e de leitura apaixonante, de um dos mais conceituados, e bem relacionados, jornalistas dos nossos dias, que nos explica com invulgar simplicidade como chegámos aqui e para onde caminhamos.





Título: Diário de uma (ainda) Solteira
Subtítulo: As Destemidas Reflexões de Uma Aventureira Romântica de 32 anos e meio
AutorAlison Taylor
ISBN: 978-972-53-0535-5
Págs.: 288
Preço: Euros 14,15 / 15,00
Romance/Diário

As raparigas solteiras são hoje em dia mais espertas, mais fortes e mais engraçadas, e Alison Taylor é a sábia voz desta nova geração que anda à procura «do tal» mas que não quer fazer uma lobotomia de personalidade pelo caminho. Cobrindo doze meses na vida de uma esperançada (mas não desesperada) romântica, Diário de Uma (Ainda) Solteira revela-nos o que acontece antes de um encontro, durante um encontro e quando não há encontro algum. Deambulando pelos festivais de música, e por várias capitais europeias, acompanhamos esta «doente de amor» cheia de estilo – e os seus amigos – na demanda por divertimento, romance e por alguém que possa amar. Diário de Uma (Ainda) Solteira calará fundo a uma geração de mulheres modernas, educadas e ambiciosas que nem querem acreditar que há tão poucos homens adequados, solteiros e heterossexuais, o que não as impede de procurar e ter esperança, ter esperança e procurar…

(Ainda) Solteira deveria ser um Estado Civil.

Convite Lançamento do livro «O Caderno do Avô Heinrich», de Conceição Dinis Tomé [Editorial Presença]


Lançamentos Civilização Editora * 18 Outubro 2013


terça-feira, 15 de outubro de 2013

LUISA DUCLA SOARES Lança Livro Sábado 19 de Outubro [Civilização Editora]

COMUNICADO DE IMPRENSA

Sábado, 19 de Outubro, às 14.30h na Bulhosa de Entre-Campos e às 17h na Bulhosa do Oeiras Parque
Luísa Ducla Soares lança “A menina que não queria livros”

Luísa Ducla Soares vai estar nas Bulhosas de Entre-Campos e Oeiras Parque, este sábado 19 de Outubro, às 14.30 e 17.00 horas respectivamente, para o lançamento do seu novíssimo livro A Menina que não queria livros, com a chancela da Civilização Editora. Haverá sessões de autógrafos em ambas as livrarias.
A Menina que não queria ler livros é uma divertida história sobre uma menina que não gostava de receber livros de presente e inventava mil e uma formas de lhes dar uso sem os ler… Será que algum dia vai descobrir o prazer da leitura?

Luísa Ducla Soares nasceu em Lisboa a 20 de julho de 1939 e licenciou-se em Filologia Germânica. Iniciou a sua atividade profissional como tradutora, consultora literária e jornalista, tendo sido directora da revista de divulgação cultural Vida (1971-2).
Colaboradora de diversos jornais e revistas, estreou-se com um livro de poemas, Contrato, em 1970.
Foi adjunta do Gabinete do Ministro da Educação (1976-8).
Trabalha desde 1979 na Biblioteca Nacional onde iniciou a sua atividade realizando uma bibliografia de literatura para crianças e jovens em Portugal. Aí organizou numerosas exposições, sendo actualmente assessora desta instituição e responsável pela Área de Informação Bibliográfica.

Orientando-se preferencialmente para a literatura destinada a crianças e jovens, publicou já mais de 100 obras.






Ilustrações: Aurélie de Sousa
Pág.: 24
ISBN: 9789722636360
PVP: 11,50€

Novidade editorial | «Contos Completos - Irmãos Grimm» | Temas e Debates [Círculo de Leitores]


domingo, 13 de outubro de 2013

Opinião: Silêncio de Susan Cain [Círculo de Leitores]



"A nossa cultura transformou em virtude viver exclusivamente como extrovertido. 

Desencorajamos a viagem interior, a procura de um âmago. Portanto, perdemos o nosso 

âmago e temos de voltar a encontrá-lo." (Anaïs Nin)

Esta é um das frases que Susan Cain coloca no início de um dos capítulos deste livro. E que penso eu, ser o retrato da sociedade atual. Uma sociedade da personalidade que outrora foi uma sociedade que privilegiara  o carácter.
É interessante perceber que a sociedade do carácter era também uma sociedade com um sentido de comunidade e de união. Já a sociedade de personalidade (dos dias de hoje) é uma sociedade também ela individualista, competitiva e egoísta. Não é por acaso, que as pessoas nos dias de hoje sentem-se mais sós e pressionadas a mostrar uma imagem de força e de sucesso (onde é proibido falhar).

A sociedade da personalidade, enaltece a extroversão e exige de certa maneira que todos se comportem de forma expansiva e exibicionista. Negligenciando e  recalcando a introversão. Não aproveitando assim, os contributos dos introvertidos.
Meus caros o mundo precisa, tanto dos introvertidos como dos extrovertidos na mesma medida e proporção. Pois, um mundo só de introvertidos seria um tédio. Já um mundo só com extrovertidos, não teríamos todas as descobertas científicas e tecnológicas que temos nos dias de hoje.
O mundo deve aos introvertidos: a) Teoria da evolução; b) Teoria da gravidade; c) Teoria da relatividade; d) Peter Pan; e) A lista de Schindler, E.T., e Encontros imediatos de terceiro grau; f) o Google; g) os computadores; h) Harry Potter e entre outras maravilhosas descobertas.

Este é um livro muito completo em termos da análise da autora Susan Cain em relação à sociedade e à personalidade. É um livro que transpira muita teoria psicológica e evidência científica. É um livro que que tem como GRANDE OBJETIVO alertar uma sociedade (pais, escola, professores, médicos, vizinhos, amigos, conhecidos...) para que cuide dos introvertidos assim como cuida dos extrovertidos. É um livro que me tocou por ser espectacular e pertinente. 
Deixo-vos por isso, o link do site da autora para que vos aguce de certa forma, a vossa curiosidade sobre este livro: http://www.thepowerofintroverts.com/

Leiam este livro, vale a pena :)

sábado, 12 de outubro de 2013

Lançamento e exposição gráfica do livro «Poesia Objectiva» [Alfarroba]

























O livro – «Poesia Objectiva» – conta com poemas da autoria de Carlos Nuno Granja e com fotografias de José Fangueiro. Duas artes ligadas por dois autores com paixões semelhantes.
O lançamento do livro terá lugar no dia 12 de outubro, pelas 21.00, no Museu de Ovar onde será também inaugurada a exposição fotográfica com os registos gráficos do livro.  
Veja o Booktrailer aqui.

Convite | «Episódios da Monarquia Portuguesa» | Temas e Debates [Círculo de Leitores]


Festa no Chiado | «Obra Completa do Padre António Vieira» | Círculo de Leitores


terça-feira, 8 de outubro de 2013

Lançamento do livro «Diudinho - Lendas de Acreditar» [Alfarroba]

O livro  «Diudinho – Lendas de Acreditar» – irá fazer do pequeno-grande leitor o autor do livro. É permitido escrever, pintar e viver cada pedaço da história.
Da autoria de Adriana Moreira e Hugo Direito Dias, com ilustrações de Tânia Bailão Lopes, o lançamento do livro terá lugar no dia 12 de outubro, pelas 15.00, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva – Braga.  
Boas leituras.
Veja o Booktrailer aqui